terça-feira, 19 de março de 2013

Me sinto assim....

Hoje foi a tão esperada consulta e confesso que foi mais do que esperava, e acredito que esse já foi um primeiro passo...2 horas falando sobre mim sem parar, igual uma bomba explodindo, ansiosa por demais, acho que a Psiquiatra não percebeu que eu tinha 2 pedras, mas 4 pedras nas mãos para não sofrer o que sofri esses 20 anos, e pasmem minha gente...além de bipolar, pela primeira vez escuto que tenho TDAH e depressão...vai ter é coisa para pesquisar e falar aqui...

Não sei se explodo que além do fundo do poço por  ser bipolar, eu ainda ter mais sarna para me coçar. Fora os "traços de TOC", havia me esquecido disso também  mas ela foi tão convicta do inicio ao fim da consulta em falar do TDAH que até não foi tão chocante quando me descobri Bipolar...eu sinto que falta algo de verdade...que tem uma peça que não se encaixava...sera que  a peça era essa?? Me ajudem.....

Sei que ao final da consulta, ela me mandou ler mais um livro de Bipolar(Vivendo com transtorno bipolar), me deu um material de TDAH, alguns sites e mudou o Carbolitium de 300mg que eu tomava 3 comprimidos ao dia, para Carbolitium 450mg CR, 3 comprimidos antes de dormir...me disse que ate meu lítio se estabilizar ela não coloca nada alem disso, pois acha que a depressão possa passar com o uso único deste, e que depois de estável passa a tratar o TDAH.

Eu já nem sei o que falar, escrever, sentir...sai de lá com um turbilhão de sentimentos e tive uma seria discussão no carro com meu pai( sim ele foi, insistiu em estar lá) me jogando na cara o possível e o impossível  ele consegue ser muito cruel mesmo...apos uma consulta exaustiva(primeira vez com um  novo profissional, tocamos em feridas adormecidas), ele ainda vem me humilhar da forma mais absurda possível  que o que hoje ele me da é pela minha filha, não por mim, pois sou um lixo humano...dessa forma...que eu só penso em mim e não neles...gente é tanto sofrimento que eu não tenho a capacidade de ver alguém perto do que vivo, não é egoismo...é algo sem explicação mesmo....

Enfim, termino o dia péssima, sinto que minha vida foi roubada totalmente, sou obrigada a me submeter as regras que meu pai acha que me faz bem, pois ele tá longe de entender o que é isso de verdade, senti hj alguém me acompanhando na visita só para depois não ser cobrado por alguém e também para dar a cara a tapa se uma doença pode destruir a vida de alguém como fez com a minha, pois ele acha que não tenho coração e sou assim por que não presto, ou sei lá o que...me sinto com um vazio que só choro....
Por um lado foi bom pois ele viu que o "outro" profissional estava longe da que vimos hoje em tirar duvidas, não ter pressa e ter uma clareza em se expressar que fiquei atordoada com tanta informação e o mais importante que ela afirmou que poderei ter uma vida normal quando tudo se estabilizar. Não estou em crise, nem em fase de mania, ela só afirma que a depressão me pegou e o TDAH, se preocupou muito com esses dois fatos isolados e que eles aliados ao bipolar é como uma bomba que explode facilmente, e é como eu sou....
Termino o dia recebendo uma ligação de alguém que amo muito mais que me proibiram de ver, estar... respeitei a regra vinda de meu pai, mas fortaleceu esse sentimento, pois vejo alguém que sabe de tudo ao meu respeito, viveu comigo 4 anos, e depois de tudo e de meu pai interferindo me aceita, e não deixa um só dia de me dar uma palavra de afeto....não sei ate quando vou sobreviver a uma relação a distancia de alguém que tão perto está, já se passaram 2 meses... e é uma da poucas coisas que me dava um Up alem da minha filha que é minha REAL razão e ancora para sobreviver.
Muito mal, triste e um vazio.....me sinto só..... hoje tudo isso me derrubou mesmo....
Sinto falta de tudo....saudades de vcs também, pois desde quinta não vinha aqui....
Beijos
Anna

12 comentários:

  1. Oi Anna,

    "Tamo junta" querida. O que posso te dizer? A parte boa é que você encontrou outro profissional que te deu uma luz maior para ficar melhor. Mudou a dosagem do seu remédio, quem sabe não ajuda?
    Não me sinto nem com moral de falar muitas palavras de motivação, mas reafirmo que você não está sozinha, você tem sua filha e este amor (que eu queria muito saber porque você não pode ver) que mesmo de longe te acalenta.

    Fica bem. Eu tb sentia sua falta por aqui.

    Bjo,

    Naty

    http://borderline-girl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Anna, que bom!
    Ler e entender é a melhor coisa a se fazer. Eu tb tomo Carbolitium 450mg CR. É um pouco mais caro, mas ele tem um efeito de liberar as substâncias de forma mais prolongada durante o dia.
    Lembra da minha consulta com a terapeuta? Entrei pra mostrar q era normal e saí de lá com várias palavrinhas: psicótica, psicopatia, anorexia, bla bla bla.... rsrsrs.... e olhe quem contei só a parte ligth da vida. Se contar o resto, sei-lá, ela chama a polícia... hahahahahahahaha....

    Mas fica bem.
    Estudar o assunto alivia e pensa assim "essa sempre fui eu", o que o médico falou, não muda nada.
    Esse livro eu não li... depois me conta as novidades.

    beijão e força
    Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHAHAHHAHAHA "e olhe quem contei só a parte ligth da vida. Se contar o resto, sei-lá, ela chama a polícia... hahahahahahahaha...." ri mt aqui huahuuhauh mas eh

      Excluir
  3. En muchas ocasiones sentimos esa necesidad de que todo a nuestro alrededor de un cambio y comencemos desde cero.
    ¡¡¡Gracias por tu bello comentario en mi blog y por ser mi más reciente seguidora!!!
    Desde este momento me convierto en seguidor de tu especial Espacio.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana
    Eu tbém fui no médico ontem e ele mudou o meu remédio. Se serve de consolo, vou te falar + ou _ o que falei para Flor. Não é porque vc vê um vídeo com eu e meus filhos felizes que minha vida é diferente da de vcs. Eu tbém sou doente, o pequeninho chama de doença raivosa, vc deve saber porque, eu tenho meus momentos, e sim, quando eu explodo, eu choro muito sozinha e tenho o mesmo sentimento que vc expressou logo no primeiro parágrafo. Mas eu me levanto, a doença não é maior que eu, ontem o médico me falou que eu sou clássico bipolar tipo I, vou direto para mania "que legal" kkkkkkk. Um conselho Ana: Um dia de cada vez!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  5. Anna, entao, primeiro respondendo a sua pergunta: jah

    Qto a medica nova - cara excelente, se agarre nisso e cada vez que tomar o remedio pense assim: vou me curar.... sei que ao longo do dia nao da pra canalizar isso o tempo todo, mas na hora que tomar o remedio, pensa nisso.

    familia eh foda... meu pai me ama, tenho ctza disso, mas eh cruel, joga coisas na cara, e acha que dinheiro eh sinonimo de carinho/atencao... Antes eu me martirizava diariamente por isso, mas depois de anos d convivencia, e principalmente qdo sai de casa percebi que aquele era ele... nao iria mudar por mim nem por ninguem... a frieza e indiferanca dele estao quase ligadas ao sentimento de auto protecao que ele tem... Meu pai tem seus proprios problemas mto serios, do seu passado, do presente do futuro... talvez seu pai tb, mas vc ainda nao tem conhecimento disso... amar, ele te ama... eh que mtas vezes as pessoas demonstram de forma diferente... vou postar no meu blog sobre como foi a experiencia de contar para o meu pai e a reacao dele.

    eu acho que seu nao foi com vc soh por obrigacao... acho que ele queria acreditar que nao havia nada de errado com e que tudo nao passava de "frescura"... ignorar um problema serio eh bem mais facil do que encara-lo...
    se seus pais te proibiram de ver alguem alguma coisa tem... ou algo de estranho eles acharam... os pais nao sao os donos da verdade, mas mtas vzes tomam atitudes que pensam ser o melhor pra nos.

    e bipolaridade, normalmente estah associada a depressao, acredito eu... cara nao se estressa pelo novo diagnostico, tenta pensar no qto vc gostou da nova medica

    hoje meu dia nao ta sendo mto produtivo, mas sobre isso escreverei no blog

    ResponderExcluir
  6. que bom que vc gostou da médica!
    vc vai se dar bem com o novo tratamento.
    mas sou contra esse tanto de "rótulos" que vc levou! maaas, calma, tranquilidade e força são virtudes nesse tratamento.
    qualquer coisa, tamo ae!
    beijos

    ResponderExcluir
  7. amiga, é bem comum as chamadas comorbidades, no caso o TDAH, mas depressão, todos nós os bipolares temos, inclusive os episódios de mania são raríssimos, o que mais pega é a depressão. quanto ao teu pai, não leva tão a sério, ele tb sofre e provavelmente não sabe lidar com as tuas dificuldades, eles não nos entendem e vice e versa, é uma relação bem complicada, que bom que ele está ao teu lado.
    vai dar tudo certo amiga, bjs

    http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  9. Oii Anna..primeira vez aqui e vim ver como vc está.Primeiro, depressão já se espera em qualquer transtorno, logo, não é algo novo.Não acho que seja TDAH e sim, que vc esteja muito ansiosa agora e esses excessos de nomes que vc está se preocupando vai ficar que nem eu que com um já estou sentindo um peso que penso "quem sou eu?tenho isso td?"kkk Os traços vc manda p/ espaço pq todo mundo tem "traços" huauha somos feitos de traços e que são modificados.Justamente por esse excesso de ansiedade que deve ser o motivo que o tal "TOC" deve estar aih para aliviar isso.Te prejudica o "TOC"?Se não, cague kk
    Quanto ao seu pai, é de pirar o cabeção.Já briguei e brigo muito com o meu, mas a fórmula é basicamente vc mostrar como ele está brigando sozinho e falando coisas que machucam.Tipo, falou merda p vc?Pare de falar com ele, mostre que o seu sentimento é real e verdadeiro.Gritou com vc?Não grite, por mais que tenha vontade de quebrar o carro vidro por vidro huahua Aponte o erro dele e fale "eu não estou gritando com vc..mt menos faltando o respeito"..está insuportável?coloque um fone de ouvido ou o deixe falando sozinho.Quando estiver mt alterado converse depois.Tente achar respostas inteligentes, como:Seu pai falava essas coisas para vc pai?vc gostaria de ser tratado assim?Eu realmente sou tão ruim para vc?Já que ele não mudará pq nao está em tratamento, infelizmente vc terá esse trabalho de tentar saber lidar com a situação :/ Vc tem qts anos?Está em terapia?Ele te proibiu de ver qm vc ama?O meu tb já..o kra ou a mulher ou sei lá qm te faz mal, te droga ou é maneiro ctg?Se for maneiro..lute para vê-lo.Nunca deixei me proibirem até pq não podem ;) Trabalhar é uma boa saída. bjoo

    ResponderExcluir
  10. Oi Anna,

    seguindo você e espero que as coisas se acertem. Sabe, eu sei ou pelo menos magino como as coisas são difíceis quando a vida da gente vira de cabeça pra baixo. Parece que tudo dá errado e é difícil ver uma luz no fim do túnel. Mas a tempestade passa, tem que passar e aee um dia o sol volta a brilhar novamente.
    Desejo que o sol brilhe pra você o quanto antes e que nessa nova fase(nova médica, novos remédios, novas perspectivas) você se descubra um pouco mais forte pra lidar com tudo isso.

    Bjus
    Até mais
    http://bloggdafabi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Anna
    Vc sumiu, tá tdo bem? Vc tem meu email, me manda um para eu ter o seu, pois não tenho como entrar em contato contigo a não ser por aqui, não sei se vc tem face, não estou preocupada com seus comentários no blog, tô preocupada contigo mesmo!
    Bjos e #tamo junto!
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir